Em outubro e novembro de 2013, tive uma série de compromissos profissionais espalhados por quatro pontos da Grã-Bretanha. Como não conhecia direito a região, resolvi fazer todo o percurso (exceto a região de Londres) de carro. Foi uma experiência muito gratificante e gostaria de compartilhá-la com outras pessoas.

Tendo como ponto de partida Londres, fiz em quatro dias um roteiro bem diversificado na movimentada cidade cosmopolita. Tudo feito de metrô e ônibus, transportes públicos mito eficientes. Basta comprar o cartãozinho “Oyster”, em qualquer estação de metrô, e carregar com quantas libras quiser. Cerca de 20 libras são suficientes para muita “bateção” de perna. Quando acabar o crédito, a roleta vai apitar. É só repor nas máquinas automáticas.

Para quem quiser fazer uma viagem econômica, recomendo o Ibis Budget, da 100, White Chapel, região bem localizada, perto de tudo, e bem interessante, um bairro do leste, de predominância muçulmana. Gasta-se uma média de 60 libras por noite em apartamentos duplos novos, limpos e claros. Café da manhã farto à parte, a 4,95 libras por pessoa.

Ibis Budget. 100, White Chapel, London

Região próxima ao hotel

Foi impactante avistar o Big Ben de noite, o London Eye (maior roda gigante do mundo) e caminhar pela margem sul do rio Tâmisa.

Big Ben e Parlamento

London Eye, em noite de lua cheia (19/10/2013)

 

O segundo dia foi repleto de atividades.
Em toda cidade que visito, gosto de andar muito nos parques, conhecer a vegetação local. Como o outono estava no auge, quis ir até o Hyde Park, que havia visitado há muitos anos, no verão. No caminho, passei pelo Museu de História Natural, dei uma entrada rápida, valeu à pena. É grátis!

Museu de História Natural, bem próximo ao Hyde Park


A surpresa ficou por conta de uma igreja ortodoxa russa, bem próxima à entrada do parque. Eles estavam praticando um culto cantado, uma maravilha, um verdadeiro concerto de música vocal.

Igreja ortodoxa russa

O bairro é tranquilo, cheio de pequenas áreas verdes.

No Hyde Park, a explosão do outono londrino multicolorido e a visão de uma civilização cada vez mais multicultural. Passear em parques é uma das coisas que mais gosto nas minhas viagens!

Futebol no parque com lindas londrininhas

Árvores belíssimas

Memorial simples e de bom gosto

Warm Autumn | Memorial Diana

Tortinha de nozes com expresso, pois ninguém é de ferro….

Enquanto isso, na mesa ao lado, uma linda visão

Beleza velada

Metafoto I

Metafoto II

Bichinho elétrico!

A caminho de Buckingham

Chuvinha na frente do Palácio…

Lojinha de Buckingham, cheia de coisas boas. Bolachas da Rainha… imperdíveis! rs

Finalizando o dia com ARTE!

Paul Klee, na Tate Gallery.

Atravessando o rio Tâmisa pra ir descansar no hotel.


No terceiro dia, fiz uma visita afetiva. Sou fã da série televisiva britânica Hercule Poirot, protagonizada por David Suchet, ator nascido para viver o personagem. Seu prédio de apartamentos é o Whitehaven Mansions, na charmosa Charterhouse Square. Fui até lá, claro!

David Suchet, o Poirot

Eu, em frente ao prédio do Poirot

A praça, com o prédio ao fundo. Cena recorrente na série televisiva

Detalhe da entrada

Ali por perto, passei por um mercado (não me lembro o nome) com portais de ferro trabalhados muito lindos

Depois, um lugarzinho bastante aprazível

Detalhe encontrado no trajeto para a Catedral Saint Paul

Hora do almoço | Take away sai mais em conta

Em frente a Saint Paul

Halloween nas vitrines

Mais vitrines interessantes

Lugar chic e manjado!


Tive uma reunião em um escritório no Regents Canal. Que bairro gostoso!. Perto de tudo, mas silencioso, cheio de canais, pracinhas, pequenos parques.

Aí vão algumas fotos:



Outro passeio, feito em uma caminhada só, foi passar pela Torre de Londres, London Bridge e a região renovada na margem sul da ponte, o More London, onde fica a prefeitura e um monte de prédios modernos, com formatos irregulares.

Arredores da Torre de Londres

London Bridge

Um ângulo especial

A suodeste da ponte, More London

London City Hall

Londres futurista?

Underground

Dirigindo na mão inglesa, um desafio!

Acabada a primeira etapa em Londres, peguei o carro , já reservado do Brasil para fazer o roteiro terrestre. Já estava apreensivo com essa questão da mão inglesa. De fato, foi muito estranho dirigir “em negativo”. Custei a me acostumar. Ainda bem que o carro era bom, um Hyundai novinho, automático. Já pensou se fosse manual? Seria um stress a mais, pois além de tudo teria que trocar as marchas com a mão esquerda. O que aconteceu foi que a gente fica com tendência a encostar do lado esquerdo da estrada e o meu sócio ficava o tempo todo me alertando pra que isso não acontecesse. Algumas estradinhas do Reino Unido são muito estreitas e os carros ainda estacionam na estrada, sem problemas, então digo que foi difícil, mas em dois dias me acostumei com a inversão, depois comecei a relaxar e desfrutar a paisagem enquanto dirigia.

O primeiro destino era Bath, onde tínhamos uma reunião. A 160 km de Londres, Bath é uma cidade romana, que preserva muito desse período de dominação histórica na Grã Bretanha. Linda, sofisticada e com um SPA onde se pode relaxar com banhos de águas termais espetaculares e saunas.

Bath

Plátano em praça de Bath

Halloween se aproximando em Bath

Detahe do teto da catedral de Bath

Catedral e Banhos Romanos (à direita)

Spa com águas termais quentes ao ar livre, em noite de lua cheia…

Stonehenge, um lugar místico

A caminho da Cornualha, demos uma paradinha em Stonehenge. Nesse lugar, de muitas histórias ancestrais da Grã Bretanha, sente-se uma paz impressionante.

Stonehenge, 24/out 2013

Stonehenge

Stonehenge era assim!

Bye, Bye, Stonehenge…

Depois, seguimos para Newquay, na Cornualha, onde tínhamos dois dias de simpósio

Newquay, uma cidade turística, com falésias debruçadas sobre o Atlântico

Newquay

O hotel onde se realizou o simpósio

Chefs de Newquay, preperando frutos do mar excepcionais!

Mapa da Cornualha

Roteiro feito de carro em um dia inteiro | Newquay (costa norte) / Mevagissey (costa sul) / Bodmin (interior) / Tintagel (Castelo do Rei Arthur) e Bude (costa norte)

Estradinhas sinuosas, cheias de árvores, vilarejos minúsculos, parecia estar em um filme de Hercule Poirot. Maravilha!

25 outubro | Último dia na Cornualha

Deixando o confortável Trebarwith Hotel, em Newquay

Hyundai branquinho, bravo companheiro

Visitando o Headland Hotel, em Newquay, onde foi rodado o divertido filme Convenção das Bruxas, com Angélica Huston, em 1989.

Headland Hotel

A sala da Convenção das Bruxas. Muito divertido!


A poucas milhas de lá, atravessando para a costa sul, a pitoresca vila de pescadores Mevagissey

Megavissey

Mevagissey

An old English Woman

Um dos 30 melhores Fish and Chips do Reino Unido, em Mavagissey

Boas regras

Mevagissey

Indo embora de Mevagissey…

No coração da Cornualha, Bodmin, cidadezinha austera

Bodmin

Tintagel, viajando no tempo do Rei Arthur!

Tintagel

Tintagel

Escalando montanhas para chegar no Castelo do Rei Arthur | Tintagel

Haja pernas!

Raposinhas na entrada do hotel, em Bude.

Deixando a Cornualha, na estrada rumo à Escócia

Após dirigir o dia inteiro e à noite cair uma tempestade, parada necessária em um simpático hotel em Preston, perto de Liverpool.

Preston, perto de Liverpool

Já perto da Escócia

Arco Iris chegando na Escócia

Edinburgh, na Escócia, a cidade perfeita! 500 mil habitantes, cosmopolita, linda e povo simpático!
Nessa cidade, no mês de agosto, acontece o maior festival internacional de artes do mundo. A cidade respira refinamento.

The Scott Monumet. Subi todos os 287 degraus. De cima, dá pra ver a cidade inteira. Lindo!

Edinburgh

Qualidade de vida

Edimburgo

Edimburgo 28 outubro 2013

Edimburgo

Mano de Edimburgo rs

Edimburgo

Edimburgo

O velhinho cantava incansavelmente uma melodia pra pedir $!

 

Edimburgo, cidade viva, bonita e alegre!

Janela especial em um casa de vila

Castelo da Rainha Elisabeth

Castelo da Rainha

Holyrood Park | Subindo o Arthur’s Seat. Tem que ter fôlego

No alto do arthur’s Seat, ventania e frio!

Vista leste, com o Castelo de Edinburgh

Descendo…

Atrás do castelo da Rainha

Residência oficial da Rainha na Escócia — Palace of Holyroodhouse

Após imensa escalada, ainda andando… cansado!

Castelo de Edinburgh

The Scottish Whisky Experience. O paraíso do whiscólatras!

Voltando da Escócia para a Inglaterra pelo litoral

 

Vilarejo com pequena escultura em homenagem a pescadores que foram para o mar e não voltaram…

York, cidade que teve forte dominação Vicking

Estudantes em York

Vista do Castelo de York

Vista do Castelo de York

Momento de reflexão

No castelo de York

Castelo sem cobertura

Fim do primeiro dia em York

31 de outubro. Segundo dia em York em feriado de Halloween. | O gostoso, nessa cidade medieval charmosa animadíssima, é flanar pelas ruelas estreitas, descobrindo pequenos cantinhos, a catedral, edificações lindas e lojas sofisticadas.

Halloween

York Minster | Catedral de York

Jardim lateral da Catedral de York

Viagem espetacular produzindo essa cara de felicidade!

Arquitetura especial

De tão estreita a rua, dá pra cumprimentar o vizinho da frente com um aperto de mãos pelas janelas.

Cambridge | Última cidade do roteiro

King’s College | estudantes remando



Londres | Final da viagem | 2 e 3 de novembro

Regent Park – tranquilidade total!

No underground

Westminster, Big Ben e arredores

O Museu

No dia 4 de novembro, embarquei cedo para Roma para outro compromisso profissional. Naquela mesma noite, no avião de volta para o Brasil, tive a ideia de fazer este relato fotográfico para compartilhar com os amigos. Acho que valeu a pena, pois foi também uma forma de relembrar os melhores momentos dessa viagem fascinante pela Grã Bretanha!

Abraços!