Informações práticas 

Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer | Av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Portão 2 do Parque do Ibirapuera (Entrada para carros pelo Portão 3) Fone 11.3629-1075 | Venda de ingressos, a partir de 24 de março, no Site do Auditório Ibirapuera (clique aqui) e nos pontos de venda da Ingresso Rápido, pelo telefone (11) 4003 1212 e também  na bilheteria do Auditório Ibirapuera. Horário de funcionamento: sexta e sábado, das 13h às 22h | domingo, das 13h às 20h, R$ 20,00 e R$ 10,00 (Meia-entrada)

Sobre o concerto | Música e meio ambiente estão intimamente relacionados no concerto “EcoMúsica | Conversas de um piano com a fauna brasileira”. Nele, temas originais criados pelo pianista Fábio Caramuru dialogam com diferentes registros sonoros de onze animais, captados em diversos locais do país pela Fonoteca Neotropical Jacques Vielliard (FNJV), da Unicamp. Destaques para: “Cigarra”, “Bem-te-vi”, “Tico-tico”, “Sapo-cururu”, “Quero-quero” e “Grilo”.

O trabalho homenageia a natureza brasileira e traz o piano de Caramuru e os sons dos animais sendo operados no mesmo status, em tempo real, indo além do conceito de solo/acompanhamento, podendo ser observados nos onze temas autorais do concerto diferentes procedimentos de criação musical, tais como imitação, contraste, contraponto, melodia acompanhada, atonalismo, referências modais, blues, jazz, entre outros. Completam o roteiro musical quatro músicas de Tom Jobim, de inspiração ecológica: “Dindi”, “Água de beber”, “Passarim” e “Sabiá”. O design sonoro de José Augusto Mannis oferece uma projeção sonora diferenciada,  buscando uma ambientação natural para o concerto.  Imagens projetadas de Cecilia Lucchesi compõem um cenário especial.

O Projeto EcoMúsica é uma iniciativa pioneira que prevê a realização de gravações em áudio, vídeo e concertos. As ações mais significativas do projeto iniciaram-se com o lançamento do CD EcoMúsica – Conversas de um piano com a fauna brasileira”, em 2015. O CD vem alcançando grande sucesso internacional, após o início da distribuição pelo selo japonês Flau. Caramuru vem também realizando concertos interativos, seja com abordagem artística (Jardim Botânico do Rio de Janeiro) ou social (Comunidade do Caju, RJ), nos quais demonstra ao vivo a riqueza dos diálogos entre o piano e sons dos animais. Em abril de 2016, foi lançado, em parceria com o UOL, o vídeo piloto “Cigarra” em São Paulo, em um concerto para mais de 1000 pessoas. Gravado com drones em uma fazenda de São Carlos, o vídeo foi publicado também no youtube e já conta com milhares de visualizações.

Roteiro do espetáculo

Bem-te-vi, Dindi  (Tom Jobim), Tico-tico, Quero-quero, Água de beber (Tom Jobim)Uirapuru, Grilo, Sapo cururu, Anu branco, Passarim (Tom Jobim)Tangará, Araponga, Cigarra, Sabiá (Tom Jobim)Sabiá

Em abril/maio de 2017, apresentará o trabalho em turnê no Japão (clique aqui).

 


Mais sobre “EcoMúsica | Conversas de um piano com a fauna brasileira”:

CD da semana na rádio Cultura FM

Matéria no UOL sobre a turnê no Japão

Entrevista no site da Revista Concerto

UOL música deezer

iTunes

 

Ficha técnica
Piano | Fábio Caramuru
Design sonoro | José Augusto Mannis
Operação sonora | Alexandre Barros
Imagens | Cecilia Lucchesi

 

Videoclipe EcoMúsica Cigarra

 

 

 

Mais sobre Fabio Caramuru:

Fábio Caramuru foi o último aluno brasileiro de Magda Tagliaferro, em Paris, com bolsa do governo francês, na década de 1980. Ganhou diversos prêmios no Brasil, destacando-se o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte, em 1991. Apresenta-se regularmente no Brasil, Estados Unidos, Ásia e Europa, em recitais solo e com orquestra. É mestre pela ECAUSP.

Em 2007, participou de diversos eventos comemorativos aos 80 Anos do nascimento de Tom Jobim, tendo sido solista da Orquestra Sinfônica da Universidade de São Paulo – OSUSP, na Sala São Paulo, e da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, no Theatro São Pedro.

É fundador e sócio da empresa Echo Promoções Artísticas. Como curador e produtor cultural vem organizando projetos em diversas instituições, como “Divas” (2006), “Líricas & Populares” (2007) “Pocket Trilhas” (2008), “Concertos Magda Tagliaferro” (2011), “Nas trilhas da Atlântida” (2013), “Tom Jobim, 20 anos de saudade” (2014), “Virtuoses do piano brasileiro” (2015), e “Concertos Afro-Brasileiros” (2016, em parceria com a Professora Ligia F. Ferreira).

Na música erudita, destacam-se: sua participação na gravação da obra “Das Lied von der Erde” de Gustav Mahler, em versão camerística de Arnold Schoenberg (Editora Algol); a realização do ciclo “Dichterliebe” opus 48 de Schumann, com o tenor Fernando Portari; recitais com repertório franco-brasileiro ao lado da cantora Magda Painno em São Paulo e em Belo Horizonte, solista da OSUSP no Concerto para dois pianos e orquestra de Poulenc, solista do Concerto para Piano e Instrumentos de Sopro de Stravinsky, com a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, sob regência de Ligia Amadio; solista do Concerto para piano de Ravel, com a Orquestra Sinfônica de Londrina, sob regência de Elena Herrera.

Após dedicar-se por muitos anos ao repertório tradicional e brasileiro, sobretudo a arranjos e gravações da música de Tom Jobim, Caramuru passou a desenvolver também, desde o ano de 2003, um trabalho autoral com o lançamento do CD Moods Reflections Moods. Entre 2004 e 2012, trabalhou com o contrabaixista Pedro Baldanza, intensificando e aprimorando seu trabalho próprio. O CD do Duo Caramuru-Baldanza, Bossa in the Shadows, produzido por Heiner Stadler, do selo Labor Records, de Nova York, é uma coletânea de composições e improvisações originais.

Nos últimos anos, Caramuru teve em sua agenda uma série de recitais como solista; criação e execução de trilha sonora inédita para a III Jornada Brasileira de Cinema Silencioso, concerto com a Orquestra Jazz Sinfônica, como solista e arranjador de temas de música para cinema dos compositores Richard Rodgers e Nino Rota, no Auditório Ibirapuera; recital de música brasileira na Universidade de Toronto; début em Nova York, em show de piano solo no prestigiado Zinc Bar.

Em 2011 e 2012 teve em sua agenda dois concertos dentro do Europalia International Arts Festival, como solista da Brussels Phillharmonic Orchestra em Bruxelas e em Leuven, um dos concertos foi gravado em vídeo e está disponível no Youtube, além de shows de Jazz em importantes casas da Europa, como o Jazz Club Moods em Zurich, apresentações como solista da Orquestra do Theatro São Pedro, em São Paulo e sua participação no Festival Internacional de Jazz de Havana, Cuba. Em 2013, apresentou-se na Bélgica (Club Reserva de Gent) .

Desde 2013, vem se dedicando ao projeto autoral “EcoMúsica”, bem como ao projeto “Brasil em Dois Pianos”, com o pianista e arranjador Marco Bernardo, com quem realizou o projeto “Brasil em Dois Pianos – Turnê Nacional”. Em 2015 foi curador da primeira edição do projeto “Virtuoses do Piano Brasileiro”.

 

FABIO CARAMURU
08 de abril de 2017 I 21H

EcoMúsica – Conversas de um Piano com a Fauna Brasileira
duração: 55 minutos (aproximadamente)
ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada)
[livre para todos os públicos]

Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
Desde 2011, o Auditório Ibirapuera é gerido pelo Itaú Cultural, em parceria com a Prefeitura de São Paulo
Capacidade: 800 lugares
Av. Pedro Alvares Cabral, s/nº – Portão 2 do Parque do Ibirapuera
(Entrada para carros pelo Portão 3)
Tel: 11 3629 1075
Informações: info@auditorioibirapuera.com.br
auditorioibirapuera.com.br
Ar-condicionado. Acesso a deficientes. Proibido fumar no local.
Estacionamentos / Transporte:
Estacionamento do Parque Ibirapuera, sistema Zona Azul – R$ 5 por duas
horas. Dias úteis das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados das 8h às 18h

Ônibus
Linha 5154 – Terminal Sto Amaro / Estação da Luz
Linha 5630 – Terminal Grajaú / Metrô Bras
Linha 675N – Metrô Ana Rosa / Terminal Sto. Amaro
Linha 677A – Metrô Ana Rosa / Jardim Ângela
Linha 775C/10 – Jardim Maria Sampaio / Metrô Santa Cruz
Linha 775A/10 – Jd. Adalgiza / Metrô Vila Mariana
O Auditório Ibirapuera não possui estacionamento ou sistema de valet. O estacionamento do Parque Ibirapuera é Zona Azul e tem vagas limitadas. Sugerimos que venha de táxi ou transporte público

Boaventura Comunicação
Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
Assessoria de imprensa I Comunicação e relacionamento

Cristiane Batista
cristiane.batista@terceiros.itaucultural.org.br
55 11 3629 1017
55 11 9.96640754

Sara Correia
sara.correia@terceiros.itaucultural.org.br
55 11 3629 1017
11 982053344 /   25068497