13 de outubro 2014 | 19 horas | Grátis

PROGRAMA TELEVISIONADO

Fábio Caramuru e Marco Bernardo | Duo Brasil em dois pianos

O Instrumental Sesc Brasil, projeto pioneiro de música Instrumental do SESC, foi adaptado para TV em 1990, mas já existia nos palcos da unidade do SESC Paulista desde o início da década de 80. Atualmente, os shows acontecem semanalmente no Teatro Anchieta, na unidade SESC Consolação. Promove o encontro entre músicos novos e consagrados de diversas vertentes, contabilizando mais de 700 shows assistidos presencialmente por mais de 200 mil pessoas. Na internet, de 2007 a 2012 foram mais de 225 mil acessos ao site.

Nesse projeto dedicado exclusivamente à música brasileira, os pianistas Fábio Caramuru e Marco Bernardo se reúnem para mostrar suas maiores especialidades, alternando-se em solos e a dois pianos. Com arranjos inéditos escritos por Marco Bernardo especialmente para essa formação, os artistas interpretam grandes sucessos da música brasileira.

Fábio Caramuru é um dos maiores especialistas do Brasil em Tom Jobim, tema de seu mestrado pela ECA-USP. Além disso, lançou em 2007 o CD duplo Piano – Tom Jobim por Fábio Caramuru. Marco Bernardo, por sua vez, é nome de referência no país quando se trata do legado de Radamés Gnattali. Em 2012, lançou o CD duplo Radamés Gnattali: Integral dos Choros para Piano Solo.

Veja o concerto completo: Fábio Caramuru e Marco Bernardo ao vivo.

  • Samba do avião (Tom Jobim)
  • Uma rosa para Pixinguinha (Radamés Gnattali)
  • Zanzando em Copacabana (Radamés Gnattali)
  • Remexendo (Radamés Gnattali)
  • Ligia (Tom Jobim)
  • Two kites (Tom Jobim)
  • Vaidosa (Radamés Gnattali)
  • Alma brasileira (Radamés Gnattali)
  • Prelúdio nº 4 (Chopin)
  • Insensatez (Tom Jobim)
  • Desafinado (Tom Jobim)
  • Passarim (Tom Jobim)
  • Dindi (Tom Jobim)
  • Meu amigo Radamés (Tom Jobim)
  • Domingo no parque (Gilberto Gil)
  • Serenata do adeus (Vinicius de Moraes)
  • Baião malandro (Egberto Gismonti)
  • Samambaia (Cesar Camargo Mariano)
  • Cristal (Cesar Camargo Mariano)
  • Águas de março (Tom Jobim)